Descubra o animal de estimação ideal para cada criança

A entrada de um animal de estimação na vida de uma criança contribui para a aprendizagem de conceitos como justiça, respeito, ajuda e dedicação.

Segundo a psicóloga Ana Durão, um animal ajuda no desenvolvimento emocional da criança, tenha ou não irmãos. Mas as vantagens de se ter animais são mais que muitas, se não vejamos: os animais fazem diminuir a solidão, incentivam o exercício, alteram humores e reduzem stresses.

Mas, quando os pais entregam um animal a uma criança devem ter atenção que estes não são brinquedos e que necessitam de muita atenção e carinho. O veterinário Luís Montenegro alerta também para as famílias que não se iludam com o entusiasmo inicial das crianças, pois elas são cada vez mais consumistas e os animais não são bens de consumo.

É por isso que antes de se tomar a decisão de se oferecer um animal a uma criança, os pais também devem pensar na idade e na personalidade dos filhos, bem como nas características de cada animal.

Neste artigo iremos mostrar qual é o animal de estimação ideal para cada criança.

dhimmeTartarugas - A limpeza regular do aquário e a alimentação podem dar o primeiro sentimento de responsabilidade à criança, que não precisa de prestar cuidados mais complexos, como levar o animal a passear. 

No entanto, as tartarugas (como as cobras e os lagartos) não brincam, não interagem nem retribuem carinho. . Não se recomendam a menores de 5 anos.

gatos-domesticos-1Gatos - Está entre os animais mais populares, mas nem todas as crianças entendem que são mais calmos e independentes do que os cães. Como refere a psicóloga Ana Durão, os gatos não procuram afecto e são imprevisíveis: não são ideais para crianças hiperactivas, impulsivas e menos cuidadosas. A sua natureza selvagem faz com que nem sempre lidem bem com o comportamento infantil. Pois quando se sente ameaçado, o gato pode arranhar.


4e2002adba39ePeixes – um peixe, por exemplo o goldfish: é ideal para crianças muito pequenas ou que nunca tiveram nenhum animal. Dá pouco trabalho, é bonito, barato e dura muitos anos (a não ser que lhe dê comida a mais). Uma criança de 1 ano já se entretém a olhar para o aquário; uma de 7 pode perder o interesse, pois os peixes são pouco interactivos e estimulantes.

cutehamsterx


Hamster - Perfeito para famílias que passam o dia fora de casa, o hamster, como outros roedores, está sempre a dormir. Por ser pequeno e estar numa gaiola, oferece uma pequena dose de responsabilidade aos mais novos e ensina-os a ter limites.

images




Pássaros – Os pássaros domésticos como os periquitos, papagaios e canários são coloridos, sonoros, activos e sociais, mas é preciso ter paciência para os treinar.
Limpar a gaiola e manter a água e a comida são tarefas fáceis.

Mas atenção: as aves só costumam criar laços com um membro da família.

porquinho-da-india



Porquinho-da-Índia - Maior do que um hamster e mais dócil do que um coelho, o porquinho-da-índia é um bom pré-animal de estimação para quem está a ponderar comprar um gato ou um cão para os filhos. Gosta do contacto humano, responde às brincadeiras e cria relações de afecto. Por ser muito frágil não é aconselhado a menores de 7 anos.


coelhos-lebres-1


Coelhos - São fofinhos, mas às vezes mordem. Exigem muitos cuidados de higiene e, ao contrário da maioria dos animais de gaiola, precisam de passear e de ter algum espaço para fazer exercício, o que aumenta a carga de responsabilidade. 

Impõem rotinas e ensinam a necessidade de cuidar e de dar atenção. Têm uma esperança média de vida reduzida, podendo transformar-se no primeiro confronto das crianças com a morte.


9764097_1

Cães - É o animal de estimação mais procurado e aquele que estabelece relações mais fortes com o ser humano. Tem capacidades únicas no desenvolvimento emocional das crianças, rapidamente passa a ser encarado como um amigo ou membro da família. Este é ideal para crianças mais afectuosas, diz a psicóloga Ana Durão.

O cão requer atenção diária (treinar, comer, levar à rua, escovar, dar banho) e dedicação constante. Além de incentivar a actividade física, desenvolve a responsabilidade e o bom senso. As crianças aprendem como podem e devem abordar o animal e respeitar a sua espécie, explica o veterinário Luís Montenegro.

A personalidade dos cães varia consoante a raça. No top dos melhores para as crianças estão o bulldog, o beagle, o labrador, o boxer e o newfoundland (tão carinhoso com os mais novos que é conhecido como baby-sitter da natureza).

Comentário(s) :

Powered by KikBooks Widget

 

Subscreva a Newsletter

Contacto do Admin

Email: fabio.20.ramalho@gmail.com