Morreu Lolong, um dos maiores crocodilos do mundo a viver em cativeiro

Crocodilo

Morreu no domingo, dia 10 de Fevereiro de 2013, um dos maiores crocodilos mantidos em cativeiro do mundo.

Lolong, como era chamado, vivia num parque na cidade de Agusan del Sur, nas Filipinas, e tinham-no tornado como uma super atração turística no parque ecológico de Bunawan.

Capturado em setembro de 2011, o crocodilo de mais de seis metros de comprimento era suspeito de ter matado pelo menos uma pessoa nas regiões pantanosas onde foi encontrado. A missão para prendê-lo durou três semanas.

Ainda não se sabe qual foi a causa da sua morte, mas Lolong foi encontrado com a barriga inchada e à vários dias que não se estava a alimentar normalmente.

De acordo com o jornal local "Philippine Daily Inquirer", a cidade fez-lhe um funeral e preservou o corpo do crocodilo para posteriormente o exibir num museu.

"A cidade toda, a província toda ficou de luto", disse o presidente da cidade de Agusan del Sur, Edwin Cox Elorde ao jornal. Ele disse ainda que os moradores da cidade trataram de Lolong em cativeiro não como um monstro, mas como "um filho adotivo".

Especialistas dizem que Lolong tinha cerca de 60 anos e poderia ter vivido mais 20. Ele pesava mais de uma tonelada e era da espécie Crocodylus porosus.

Comentário(s) :

Powered by KikBooks Widget

 

Subscreva a Newsletter

Contacto

Email: fabio.20.ramalho@gmail.com