BRAVO, o cãozinho que “conhece” todos os segredos mais obscuros do ministério da Defesa dos EUA

BRAVO, o cãozinho que “Conhece” todos os segredos mais obscuros do ministério da Defesa dos EUA
Pode pensar que é mentira o título sensacionalista deste artigo, mas a verdade é que existe mesmo um cão que “conhece” os segredos mais bem guardados do ministério da Defesa dos EUA, e o seu nome é BRAVO.

O melhor amigo de Leon Panetta, o ex-secretário de estado da Defesa dos EUA, é Bravo, um Golden Retriever que "conhece" muito bem os corredores do Pentágono, onde já "participou" das reuniões de mais alto nível junto com seu ilustre dono.

Este bem amado Golden Retrivier, apesar de não ser tão conhecido como o animal de estimação da família Obama, o Cão de Água Português Bo, Bravo é o segundo cão mais “influente” do mundo e sabe todos os segredos da defesa militar dos EUA.

Panetta afirmou que "Bravo esteve em todas as reuniões quando planeamos a operação para capturar Osama bin Laden”, o líder da rede terrorista Al Qaeda. "Ele também esteve em muitas das reuniões e discussões confidenciais que tive no Pentágono", acrescentou o ex-secretário de defesa, que elogiou a "discrição e lealdade" do seu inseparável amigo.

"Quero que saibam que Bravo nunca contou a ninguém nada do que ouviu. Ele definitivamente não é um delator", brincou.

Bravo corresponde à segunda letra do alfabeto radiofônico, utilizado internacionalmente pela marinha e pela aviação. E também se refere à interjeição italiana que significa "muito bem".

Quando estava à frente da CIA, Panetta também não se separava de Bravo. Nos corredores do Pentágono, diz-se que o cão possui a credencial de segurança mais elevada, que lhe dá "acesso" a informações de máxima segurança.

Na cerimônia oficial de despedida, o ex-chefe do Pentágono - que foi substituído por Chuck Hagel, indicado por Obama - lembrou as palavras do ex-presidente Harry Truman: "Se quiser um amigo em Washington, tenha um cão".

Durante a homenagem, Bravo ficou na tribuna com o seu dono, onde também se sentaram o chefe do Estado-Maior do Exército, o general Ray Odierno; o diretor do FBI, Robert Müller; e o diretor interino da CIA, Mike Morrell.

Se este amiguinho falasse… aí aí…

Comentário(s) :

Powered by KikBooks Widget

 

Subscreva a Newsletter

Contacto do Admin

Email: fabio.20.ramalho@gmail.com